LIMEIRA (19) 3442.1041
IRACEMÁPOLIS (19) 3456.0009

O CRESCENTE TRANSTORNO PSICOLÓGICO EM DECORRÊNCIA DO AMBIENTE DE TRABALHO

15 Abr 2019

Entre as principais características da sociedade moderna está a priorização do trabalho em detrimento das demais atividades cotidianas, somado ao fato de que no ambiente de trabalho atual existe uma cobrança muito grande de produtividade e estimulação a competição, norteadas por autoritarismo e desvalorização das potencialidades dos trabalhadores.

 

Com isso, tem sido cada vez mais comum as pessoas adoecerem como consequência direta do trabalho, apresentado quadros de depressão, estresse, ansiedade, bipolares, síndrome de Burnout.

 

Os transtornos psicológicos se tratam de um mal invisível e silencioso, que tem sido considerado a doença do século XXI. A Associação Brasileira de Psiquiatria estima que de 20% a 25% da população já teve, possui ou terá quadro depressivo, sendo que o transtorno mental relacionado ao trabalho vem sendo detectado há anos pela Previdência Social como causa de afastamento do trabalho, ocupando hoje o 3º lugar das principais causas de afastamento.

 

Esses índices mostram a importância da sociedade como um todo, em especial as empresas e seus gestores se preocuparem com a saúde mental no ambiente de trabalho, vez em que tal situação vem gerando além do impacto na previdência social com afastamentos por auxílio doença, até aposentadorias, mas também para os empregadores na reparação de eventual dano de ordem moral.

 

Daí a importância de que as empresas levem a sério os transtornos psiquiátricos de seus empregados e analisem suas estruturas organizacionais com cautela, criando medidas inibitivas desse tipo de transtorno, evitando assédios de ordem moral e sexual, bem como jornadas exaustivas de trabalho, e estimulando de um ambiente de trabalho sadio e amistoso.

 

 

TALITA GARCEZ BRIGATTO

Advogada Trabalhista – sócia da Greve, Pejon, Rigo Sociedade de Advogados

 


RETORNAR E VER MAIS NOTÍCIAS E ARTIGOS